Produto Catran

Maneiras de viver melhor

mulher-feliz-41099E se eu… malhar cinco vezes por semana?
Objetivo –
 Resgatar a prática da atividade física e tonificar o bumbum.
Plano – Se sua desculpa para não malhar cinco vezes por semana é medo de se machucar, invente outra. “Mesmo as iniciantes podem ir à academia cinco dias seguidos. Basta maneirar na intensidade do exercício”, diz a personal trainer Mila Toledo, de São Paulo. Com uma periodicidade elevada, fica mais fácil distribuir a carga dos treinos. Um bom revezamento é dedicar-se à musculação duas vezes, a modalidades aeróbicas (como bike e corrida) outras duas e, no último dia, mesclar ambas. Caso você esteja se sabotando para cumprir a meta, peça para seu instrutor na academia pegar no seu pé. E, claro, respeite seus limites. “Se no começo se sentir dolorida, tire um dia de descanso”.

E se eu… não comer doces?
Objetivo – Superar o vício em doces e emagrecer uns quilinhos.
Plano – Cortar o açúcar traz apenas benefícios à saúde. Esse carboidrato é rico em calorias vazias, isto é, que fornecem energia, mas não nutrientes. Quanto mais açúcar você consome, mais seu corpo pede. “Sem o doce, caem os níveis de dopamina, serotonina e endorfina. O organismo sente falta. É o que se chama de vício”, afirma a especialista Alessandra Luglio, de São Paulo. Para driblar a vontade que bate no fim do dia, quando cai o pique, Alessandra recomenda ingerir um lanche rico em carboidrato – eleva a energia – e proteína – promove a saciedade. Aposte em iogurte com granola, mix de frutas secas com castanhas ou pão com queijo branco. 

E se eu… for pontual?
Objetivo – Parar de dar chá de cadeira nos amigos.
Plano – O atraso faz parte da cultura brasileira, mas pode virar um problema. “Quando ele se torna constante, prejudica o rendimento no trabalho e os relacionamentos”, afirma Christian Barbosa, consultor de administração de tempo. Concentre os compromissos em uma agenda – nada de dividi-los entre o iPhone e o Outlook – e planeje a semana no domingo à noite: reuniões, médicos etc. Segundo Barbosa, nos atrasamos quando tentamos abraçar o mundo em pouco tempo e não contamos com eventualidades. Reserve três horas diárias para imprevistos. “A vida com tempo de sobra é bem melhor,” diz Barbosa.

E se eu… não beber uma gota de álcool?
Objetivo – Ingerir menos álcool e economizar com o gasto em baladas.
Plano – O álcool não traz nada de bom à saúde, pelo contrário. “Ele é tóxico, sobrecarrega a atividade do fígado e promove inchaço”, afirma a nutricionista Alessandra Luglio. Além disso, engorda. Uma lata de cerveja ou uma taça de vinho têm 150 calorias. Já uma caipirinha, 310. “O álcool não apresenta nenhuma função nutricional, apenas social.” Para não passar a noite na balada com as mãos vazias, Alessandra recomenda tomar refrigerante light. “Também não é saudável, mas pelo menos não é tóxico” .

E se eu… me desconectar da internet depois das 20h?
Objetivo – Curtir o momento em vez de checar as atualizações das redes sociais o tempo todo.
Plano – Maníacas por redes sociais estão mais preocupadas em fazer o check-in na balada, buscar um filtro do Instagram para a foto da comida e ler as atualizações do WhatsApp do que olhar no olho de quem está à frente. “Trata-se de um sinal de carência”, diz o psicólogo Cristiano Nabuco. “Temos necessidade de conversar e registrar momentos felizes. Mas ao fazer isso online perdemos a convivência com quem gostamos.” O detox da internet pode evitar situações como uma mesa de bar com cada pessoa fixada no próprio smartphone. Quando sair com sua turma, proponha um jogo: todo mundo coloca o celular no canto da mesa e não mexe até o fim da noite. Quem não resistir paga uma rodada de drinques.

E se eu… cortar o glúten da alimentação?
Objetivo – Desinchar, emagrecer e ter disposição.
Plano – Cortar da alimentação o glúten (uma proteína presente em trigo, centeio, aveia, malte e cevada) é obrigatório para portadores de doença celíaca, moléstia autoimune que afeta o intestino delgado. Mas para uma corrente de nutricionistas – e um crescente número de adeptos – o glúten é prejudicial a qualquer pessoa. “Trata-se de uma proteína de difícil digestão que pode causar alterações intestinais”, diz a nutricionista Andrezza Botelho. “Após uma semana sem glúten, o corpo desincha e diminuem as dores musculares. Um mês é o tempo ideal para limpar completamente o organismo”

Fonte: M de mulher

 

Acesse: catran.com.br

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s