Garibaldi – RS

Garibaldi-1

 

O município de Garibaldi localiza-se na Encosta Superior do Nordeste do Rio Grande do Sul, a 110 quilômetros de Porto Alegre.
Garibaldi pertence à 1ª Colônia da Imigração Italiana, integrando a Região Uva e Vinho da Serra Gaúcha e o Vale dos Vinhedos. É reconhecida como a Capital Brasileira do Espumante devido ao pioneirismo e qualidade de seus vinhos e espumantes. A cidade, com um charme especial, guarda as características de um ambiente tranquilo, com uma paisagem bucólica que lhe dá um ar particularmente distinto do nosso tempo.

Em Garibaldi, os espumantes são as atrações das cantinas, que servem marcas tradicionais como Chandon, Peterlongo e Georges Aubert. O cenário – rodeado por colinas e parreiras, além de arquiteturas típicas européias – remete à região francesa de Champagne e funciona como um cartão de visitas para conhecer as fábricas da glamourosa bebida. Os tours guiados apresentam os setores de produção e de elaboração do produto, terminando sempre com degustação e, obviamente, na compra de algumas garrafas.

Os verbos comer, beber e comprar, aliás, são os mais conjugados na região. Como resistir ao salame de javali e aos variados queijos artesanais, perfeitos para acompanhar os espumantes que já estão na mala? Aproveite o embalo para comprar, com desconto, saca-rolhas, petisqueiras, baldes para garrafas e talheres em aço inoxidável diretamente da fábrica.

Roteiro Histórico apresenta construções antigas, igrejas e museus

Para praticar algumas ações típicas de uma só vez, embarque na maria-fumaça que parte de Bento Gonçalves, a 16 quilômetros. O passeio começa com distribuição de suco de uva e vinho na estação de origem e termina na cidade vizinha de Carlos Barbosa – uma parada estratégica é feita em Garibaldi, com muita música e brindes de champagne. A viagem dura cerca de duas horas e é animada por grupos folclóricos que se apresentam nos vagões.

De volta à cidade, faça o Roteiro Histórico. Trata-se de uma caminhada pelo Centro para apreciar as construções do início do século 20, com influências européias. Entre elas estão a mansão Mazzini, as igrejas dos Capuchinhos e da Matriz e o Museu Municipal, com objetos dos imigrantes. O tour pode ser feito também em um caminhão adaptado.

Além do inverno, quando as baixas temperaturas tornam clássicas as viagens pelas serras gaúchas, programe uma visita à região entre os meses de setembro e outubro de um ano ímpar. No período acontece a Fenachamp – Festa Nacional do Champanha -, com exposições de produtos, feiras, cursos de degustação e shows. Na capital brasileira do espumante, o passeio só pode mesmo terminar em festa!

Fonte: Internet

www.catran.com.br

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s